ĪO eu psicológico VS sujeito do conhecimento 

O eu psicológico VS sujeito do conhecimento.
 Podemos compreender melhor a diferença entre o eu psicológico e o sujeito do conhecimento tomando alguns exemplos. João,  por exemplo,  pode gostar de geometria e Paula pode detestar essa matéria,  mas o que ambos sentem não afeta os conceitos geométricos nem os procedimentos matemáticos , cujo sentido e valor independem das vivências de ambos que são o objeto construído ou descoberto pelo sujeito do conhecimento.

 Maria pode não saber que existe física quântica e, ao ser informada sobre ela, pode não acreditar nela e não gostar da idéia de que seu corpo seja apenas movimento de partículas invisíveis. Isso porém, não afeta a validade e o sentido da física quântica., descoberta pelo sujeito do conhecimento.

 Luiza tem lembranças agradáveis quando vê rosas amarelas; Antônio porém tem péssimas lembranças agradáveis quando vê rosas dessa cor .No entanto,  a percepção de cores ,de seres especiais e temporais se realiza em nós não segundo nossas vivências psicológicas ou individuais,  mas também segundo leis, normas ,princípios da estruturação e organização que são o mesmo para todos na medida em que cada um de nós não é um sujeito do conhecimento,  mesmo quando não sabemos disso , ou seja,  mesmo que não tenhamos passado à atitude reflexiva pela qual conhecemos que conhecemos.

Anúncios

Autor: filosofiaverbombelo

"Filosofia o bom o verdadeiro e o belo " é uma página com intuito de transmitir de forma simples e clara o valor do saber.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s